(48) 3521-0835

Saúde em dia para Comissão de Saúde

Presidida pelo vereador, Neno Fontoura (PPS), a Comissão de Educação, Cultura, Desporto, Saúde e Assistência Social da Câmara de Vereadores de Araranguá tem avaliado positivamente os trabalhos realizados pela secretaria municipal de Saúde. A comissão que também é composta pelos vereadores Luciano Leite (PSB) e Igor Batista Gomes (PV), se reúne eventualmente para discutir as demandas necessárias e, recentemente, recebeu o relatório da secretária, Evelyn Elias, sobre os trabalhos realizados pela pasta.

O relatório aponta que quase 2 mil exames foram realizados nos últimos meses com a contribuição da Câmara, que destinou R$200 mil de seus recursos através do projeto “Câmara Solidária”. O objetivo desta parceria foi diminuir as filas de espera para exames que chegavam a quase 2 anos. A maioria deles, exames de endoscopia, colonoscopia, mama, ultrassom e outros. “Estamos satisfeitos com os resultados e a importância da Câmara estar contribuindo”, avaliou o vereador, Luciano.

Haviam casos de pacientes que estavam com problemas sérios de saúde e que o tratamento dependia do resultado destes exames. Para normalizar a situação, organizar a forma de realização dos procedimentos, definir as parcerias, e iniciar os atendimentos, a equipe da secretaria levará em torno de 60 dias. O prazo iniciou em maio e segue até o final deste mês. “Entendemos o processo adotado para normalizar a situação e vamos continuar acompanhando a atuação da secretaria”, disse o vereador, Igor Batista.

Segundo o presidente da comisão, vereador, Neno, a idéia a partir de agora é que a secretária de Saúde, Evelyn Elias, participe de uma sessão da Câmara para apresentar detalhadamente o relatório e prestar contas do trabalho realizado. “A secretária se disponibilizou em vir à Câmara para mostrar os números deste projeto. Vamos marcar uma sessão para isso, pois é importante que os outros vereadores tomem conhecimento. O trabalho está sendo muito positivo e a tendência é as coisas se ajustarem cada vez mais na Saúde”, concluiu.

Apesar dos números empolgarem os vereadores, existe uma preocupação: cerca de 20% dos pacientes que tiveram os exames agendados durante este projeto, não compareceram ou desmarcaram o procedimento, fazendo com que outras pessoas deixassem de receber o atendimento necessário.

 

Outros trabalhos da comissão

 

Como contempla ainda assuntos ligados à Educação, Cultura, Desporto e Assistência Social, a comissão composta pelos vereadores, Neno, Luciano e Igor, tem debatido outras necessidades da população. “Vários colégios e escolas foram visitadas desde o início do ano para conhecermos a situação e buscarmos a solução. Também estamos discutindo com a diretora de Cultura, Micheline Vargas, projetos que valorizem nossos artesãos”, detalhou Neno Fontoura.

 

Na área da Assistência Social, a comissão está acompanhando pessoalmente as ações desenvolvidas no Centro Pop, onde passaram desde o início do ano cerca de 100 pedintes, vindos de outras cidades e que foram encaminhados aos seus destinos de origem.