(48) 3521-0835

Garota de 11 anos defende projeto na tribuna

Diante da crise política no país e o descrédito das pessoas em razão dos escândalos de corrupção, é sempre bom nos inspirar com bons exemplos. Um deles é a menina, Júlia de Moraes dos Santos, de apenas 11 anos, que estuda na Escola Castro Alves. Na última sessão de Outubro da Câmara de Vereadores de Araranguá, realizada na quarta, 18, ela entrou para a história do município. Com a coautoria do presidente da casa, Daniel Viriato Afonso, teve um projeto de lei aprovado que estimula as crianças das escolas locais adoterem áreas ociosas da cidade para o plantio de árvores frutíferas e ornamentais. “Não podemos deixar de estimular as crianças neste sentido. Quando a Júlia me procurou para apresentar suas idéias, não pensei duas vezes em apoiá-la. Precisamos de crianças conscientes e que queiram colaborar para o bem da sociedade”, comentou o presidente, Daniel.

A sessão foi bem prestigiada e o projeto que leva o nome de Júlia, deve incentivar que mais crianças participem das discussões políticas. Durante as falas dos vereadores, muitos elogios tanto ao projeto, quanto a participação da menina. Professores e alunos da escola onde Júlia estuda também prestigiaram a sessão. “É muito importante que as escolas ajudem a formar cidadãos conscientes e participativos, assim como é importante que os espaços sejam dados às crianças, como é o caso hoje”, elogiou a diretora da escola Castro Alves, Estelamaris Fonseca.

A proposta foi aprovada por unanimidade e durante a defesa na tribuna, Júlia, explicou como gostaria que o projeto fosse executado. “Seria interessante plantar árvores de frutas, como abacate, goiaba, entre outras, para que todos pudessem comer. Também seria bonito que flores fossem plantadas como girassol. Nossa cidade não tem tantas árvores, por isso, vim a Câmara falar com o Daniel para dar esta ideia. Ele achou muito legal e hoje estamos aqui pedindo que todos os vereadores aprovem este projeto”, justificou.

 

Crianças visitarão os Poderes do município

 Ainda inspirado na estudante, Júlia de Moraes dos Santos, o presidente da Câmara, Daniel Viriato Afonso, conseguiu a aprovação unânime na sessão de quarta, 18, de outro projeto de lei intitulado “Por dentro dos Poderes”. O objetivo é as crianças das instituições de ensino públicas conheçam a estrutura e como funciona o Poder Executivo, Legislativo e o Judiciário.

Antes de propor o projeto, Daniel, esteve conversando com o prefeito, Mariano Mazzuco, e o diretor do Foro da Comarca de Araranguá, Dr. Gustavo Mottola, para explicar os detalhes da ideia. “Devemos colocar na cabeça da criança a impotância da política para a sociedade. E para isso é necessário conhecer os poderes constituintes e entender como as coisas funcionam”, justificou o autor.

Assim que aprovado, as crianças serão transportadas em veículos da administração numa ação conjunta com a secretaria de Educação para visitação na prefeitura, no fórum e na Câmara. Em dias previamente agendados, servidores destacados dos três poderes deverão acompanhar o grupo de alunos e explicar todos os detalhes do funcionamento de cada um.

 

“Vereador mirim” vai ser retomado

 Como o assunto formação de cidadãos conscientes na infância foi foco da reunião legislativa, o presidente, Daniel, ainda anunciou que será retomado o projeto “Vereador Mirim”. A intenção é que até o ano letivo se encerrar, as escolas realizem as eleições para que no início de 2018, os eleitos assumam as atividades na Câmara.

Instituído em 2011 o projeto “Vereador Mirim” contempla alunos do 6º ao 9º ano tanto de escolas públicas, quanto particulares. As reuniões acontecem com a conveniência dos próprios alunos eleitos e as escolas, e dos projetos discutidos por eles, surgem sugestões para os vereadores reais proporem à administração municipal.