(48) 3521-0835

Vereadores participam de reunião da Aciva para tratar do curso de Medicina em Araranguá

Aconteceu na tarde desta sexta, 27, no auditório da Aciva, uma reunião promovida pela associação para tratar dos encaminhamentos da implantação do curso de Medicina no campus da Ufsc de Araranguá, onde participaram lideranças políticas e empresariais da região, além de técnicos da universidade que explicaram a quantas anda o processo.

O Poder Executivo esteve representado pelo prefeito, Mariano Mazzuco e alguns secretários de governo, e o Legislativo pelo presidente, Daniel Viriato Afonso, e os vereadores, Jacinto Dassoler, Neno Fontoura, Adão Vidrinho dos Santos, Luciano Pires, Márcio Tubinho, Paulinho Souza, Cristiano Tano, Diego Pires e Jair Anastácio. “Precisamos acompanhar todo o procedimento e cobrar dos responsáveis as respostas. O curso de Medicina não beneficiará apenas os alunos e pessoas envolvidas diretamente, mas toda a comunidade. Sua implantação ajudará no desenvolvimento de toda a região”, comentou o presidente, Daniel Viriato Afonso, que mostrou-se satisfeito com o desfecho da reunião.

Segundo os técnicos da universidade convocados para o encontro, o processo de implantação do curso ainda é longo. Aguarda-se primeiramente a avaliação do Ministério da Educação (MEC) da proposta apresentada pela Ufsc, mas a expectativa é que no próximo ano o vestibular aconteça.

 

Unidades de Saúde do município servirão para aulas práticas

 

De acordo com  os representantes da Ufsc e do MEC, além da questão metodológica ser diferente no curso oferecido em Araranguá, é preciso que haja o envolvimento dos prefeitos de cada município para seja oferecida uma estrutura adequada. É que como o objetivo do curso é atender a demanda epidemiológica e de doenças da população do Vale com foco na saúde preventiva, serão realizadas aulas práticas em cada cidade.

Primeiramente, as aulas práticas acontecerão em Araranguá, inclusive, as suas unidades de saúde já foram foram visitadas pela comissão de implantação do curso. Segundo os técnicos, o modelo oferecido pela administração municipal foi aprovado. “Quando as lideranças estão dispostas a formar parceria, as coisas são mais fáceis. Parabenizamos a situação das unidades de saúde do município que oferecem toda a estrutura para o estágio dos alunos. Vamos começar por Araranguá, por ser o município sede.”, parabenizou, Edson Arpini Miguel, um dos representantes do MEC.